28.1.10

"O Espetáculo da Vida", de Richard Dawkins

Editora: Casa das Letras
Edição: Outubro de 2009
Nº de páginas: 430 páginas (+ 32pp de extratextos)
Formato: 15,5 x 23,5 cm
ISBN: 972 46 1935 4
Preço (c/IVA): 19€


Sinopse: A evolução é um facto que não suscita dúvidas razoáveis, dúvidas sérias, dúvidas inteligentes, informadas e saudáveis. Não há dúvida de que a evolução é um facto. As provas da evolução são pelo menos tão fortes como as do Holocausto, mesmo considerando a existência de testemunhas oculares deste último. É uma verdade inquestionável que somos primos dos chimpanzés, primos mais distantes dos macacos, primos ainda mais afastados dos papa-formigas e manatins, primos ainda mais distantes das bananas e dos nabos… a lista poderia continuar para sempre. Ora isto não tem de ser verdade. Não se trata de uma verdade evidente, tautológica, óbvia e houve tempos em que a maior parte das pessoas, mesmo as instruídas, pensava que não era. Não tem de ser verdade, mas é. Sabemos isso porque uma vaga crescente de provas o confirma. A evolução é um facto e este livro demonstrá-lo-á. Nenhum cientista respeitável o discute e nenhum leitor imparcial concluirá este livro com dúvidas a esse respeito.


A Teoria da Evolução é aceite como um facto comprovado por todos os cientistas.


A Origem das Espécies, de Charles Darwin, foi publicado em 1859. Dawkins, firme defensor das teorias evolucionistas de Darwin, argumenta que esse livro «é o mais importante da História, porque consegue resolver o maior mistério da vida: por que somos o que somos

Ainda assim, milhões de pessoas em todo o mundo continuam a questionar sua veracidade. Por quê? O que há de tão poderoso nos argumentos criacionistas?

Sobre o autor: Richard Dawkins nasceu em Nairobi, capital do Quénia, em 1941. Estudou Zoologia em Oxford, tendo-se doutorado sob a direcção do biólogo Nikolaas Tinbergen, Prémio Nobel em 1973 pelos seus estudos em Etologia. Foi professor de Zoologia na Universidade da Califórnia, em Berkeley. Presentemente, é catedrático da Universidade de Oxford. Para lá de cientista e académico, tornou-se conhecido como um dos intelectuais mais influentes da actualidade. Defensor intransigente da evolução segundo a teoria de Darwin, é um divulgador ágil da ciência e do pensamento científico. Intelectual polémico, defende fervorosa e militantemente o “orgulho de ser ateu”. As religiões, que tiveram a sua génese na evolução, por causa de alguma vantagem selectiva na moralidade, devem agora, com a explicação científica, ser metidas no caixote das velharias.

É autor do bestseller mundial A Desilusão de Deus.
Fonte: Casa das Letras

_________________________
Eu tenho este livro lindíssimo e, de início, pensava que seria do género de um livro estudantil, mas Dawkins envolve-nos de uma forma fabulosa, sem nos deixar dúvidas, já que nos apresenta a teoria neodarwiniana de forma clara e muito apaixonadamente. É sem dúvida que recomendo a leitura deste livro que estou a gostar imenso!

Tatiana

1 comentário:

t i a g o disse...

Já tinha visto o livro numa livraria, mas só assim de passagem. Fico à espera da tua opinião final :)

Tiago