26.10.09

Crítica: "O Jovem Samurai – A Via do Guerreiro”, de Chris Bradford

Edição: Julho de 2009
Tradução: Artur Lopes Cardoso
Páginas: 284
Editora: QuidNovi
P.V.P.: 13,50€


Sinopse: Agosto de 1611. A embarcação onde viaja Jack Fletcher naufraga junto à costa do Japão – e o seu querido pai e toda a tripulação são massacrados por piratas ninja. Salvo pelo lendário mestre de esgrima Masamoto Takeshi, a única esperança de Jack é tornar-se um guerreiro samurai. E, assim, começa a sua formação... Mas a vida numa escola de samurais é uma luta constante pela sobrevivência. Mesmo com a fiel Akiko do seu lado, Jack é perseguido por brutamontes e tratado como um proscrito. Com coragem no coração e a espada erguida bem alto, poderá Jack mostrar o seu valor e enfrentar o seu mais mortífero rival?


Sobre o autor: Chris Bradford adora voar. Já fez bungee jumping nas cataratas Vitória, atirou-se de um avião algures na Nova Zelândia e sobrevoou de parapente as montanhas de França, mas aterrou sempre com segurança – algo que aprendeu com as artes marciais. Aos sete anos, Chris entrou para uma academia de judo, onde se apaixonou por dar murros no ar, atirar pessoas ao chão e fazer imensas vénias. Desde essa tenra idade, praticou karaté, kickboxing, aprendeu a arte de manejar a espada samurai e conquistou o cinturão negro em Kyo Shin taijutsu, a arte secreta da luta ninja. Antes de começar a escrever a trilogia O Jovem Samurai, Chris era músico profissional e letrista. Chegou a tocar para Sua Majestade a Rainha Isabel II. Mora numa aldeia numa aldeia em South Downs, no Sul de Inglaterra, com a mulher e os dois gatos. É também o vencedor dos prémios «Livro do Ano» dos Fighting Spirit Awards e Prémio da Fundação Sasakawa da Grã-Bertanha, tendo sido também nomeado para os prémios RedHouse Book Awards e CILIP Carnegie Medal.
____________


A história deste jovem é envolvente e fantástica! Chris Bradford presenteia-nos com uma história sobre um rapaz inglês – Jack – que perde o seu pai e tripulação devido a um massacre por ninjas no Mare Japona. Após o naufrágio do seu navio, é salvo pelo lendário samurai Masamoto Takeshi, que acaba por adoptá-lo. É aos cuidados de Masamoto, que Jack conhece Akiko, a sua fiel amiga na difícil jornada que se desenvolve ao longo do livro.


Este livro mostra-nos a cultura de um samurai de forma extraordinária. Repleta de acção, esta história convida-nos a experimentar o mundo das artes marciais não só a nível físico, como também a despeito espiritual.
Ao decorrer da história, o autor coloca-nos frente-a-frente com o dia-a-dia de um samurai, com os costumes fascinantes do povo japonês, vendo-se por vezes perdido pelo quão diferentes estes costumes são, bem como a importância da amizade e do respeito para com os outros.
O que mais gostei neste livro, foram as aulas de meditação do sensei Yamada pois ensina-nos a procurar o nosso karma através do processo de meditação chamado zazen. Nestas “aulas”, fiquei também a saber o que é uma Boneca Daruma – que não irei revelar, já que perderia o interesse.
A cultura portuguesa também está presente neste livro, embora não tenha gostado da forma como o autor tenha retratado o Frade.


Para os amantes e não amantes da cultura japonesa, este é um livros surpreendente, que faz chorar por ler a última palavra. A cultura samurai irá fascinar-vos tanto que quererão experimentar!
O próximo volume chama-se “O Jovem Samurai – A Via da Espada” e estou ansiosa por ver os progressos deste jovem samurai.


Recomendo! - Tatiana

(Publicado a 22/09/09 n'O Cantinho da Tati)

4 comentários:

Anónimo disse...

Sou amante da cultura Japonesa, acabei hoje de ler o livro e tenho de que dizer que gostei muito. Estou anciosamente à espera do proximo livro.

diogoj95 disse...

Recebi este livro pelos meus anos, em Agosto. Gostei tanto que já o li duas vezes. Ando desde então à procura da sequela na versão portuguesa, que parece ainda não existir.

PS:
Já agora, para mais informações sobre o 2º episódio:
http://en.wikipedia.org/wiki/Young_Samurai:_The_Way_of_the_Sword

Tatiana disse...

diogo, eu também já andei a pesquizar mais informações sobre este livro (simplesmente apaixonou-menão só pelo enredo mas mais ainda pela cultura samurai) e até pedi informações à editora sobre a sequela mas não obtive qualquer tipo de resposta.
vou esperar por ela pois quero mesmo saber a continação desta bela estória!
origada pela visita!!

Miuda D'Outros Tempos disse...

Olá...

Também sou uma fã deste Jovem Jack e deste enredo, desta cultura Samurai ...
Mas estou frustrada, já li a "Via do Guerreiro" e a "Via da Espada", sei que o que se segue é a "Via do Dragão" (e pelos vistos ainda existem mais 3 Vias, Sendo 6 livros ao todo) mas não consigo encontrar informação do livro. Alguém sabe quando será traduzido ou assim??

Obrigada,
Patrícia B.